Construindo Cidades Resilientes:
em 2014, a minha cidade está se preparando!


Construindo Cidades Resilientes: minha cidade está se preparando!

Caros pontos focais, parceiros e colaboradores,

Na última semana a Campanha esteve no Estado de Pernambuco, coordenando com as cidades resilientes de Recife, Sairé e Palmares. As três cidades são membros ativos e comprometidos com ações de resiliência: todas já publicaram relatório de Segundo Ciclo e buscam participar de oportunidades relacionadas à Campanha. A batalhadora cidade de Sairé, por exemplo, foi aprovada na chamada de intercâmbios entre cidades resilientes das Américas e recebeu, na semana passada, representantes do município de Santíssima Trinidad, da Bolívia. Saiba mais sobre essa visita no artigo abaixo.

Confira também neste boletim o resultado da 1ª Conferência Virtual de Proteção e Defesa Civil, realizada de 11 de agosto a 5 de setembro de 2014: foram elaboradas 131 propostas e priorizadas 10 propostas de princípios e 30 propostas de diretrizes que serão enviadas à sistematização para a etapa nacional da 2ª Conferência Nacional de Proteção e Defesa Civil (2ª CNPDC). 

O tema da resiliência urbana esteve presente na agenda nacional e mundial: o dia 22 de setembro foi celebrado em diversas cidades brasileiras como o Dia Mundial Sem Carro, que chamou atenção para os fatores causadores das mudanças climáticas e seus impactos no âmbito local. Em todo o mundo, manifestações marcaram a semana e chamaram atenção para o papel das cidades em ações de adaptação e mitigação das mudanças climáticas.

Aqui no Brasil as cidades participantes estão se preparando para o Dia Mundial da Redução do Risco de Desastres, no dia 13 de outubro: este ano o tema é "resiliência para toda a vida", e trata da atenção especial ao idoso em ações de RRD nas cidades. É uma excelente oportunidade para promover o Protocolo Nacional Conjunto para a Proteção Integral a Crianças e Adolescentes, Pessoas Idosas e Pessoas Com Deficiência em Situação de Riscos e Desastres. E o seu Estado, já aderiu? Confira aqui o formulário de adesão. 

Boa leitura!

Intercâmbio de Cidades Resilientes das Américas: Sairé, Pernambuco e Santíssima Trinidad, Beni

visitantes bolivianos são recebidos pelo Prefeito  de Sairé e autoridades locais

Nos dias 24, 25 e 26 de setembro, a Sra. Maria Eugenia Hurtado Bruckner, Secretária Municipal de Administração e Finanças e o Sr. Jorge Antonio Ferrufino Barboza, Secretário de Planejamento Urbano do município de Santíssima Trinidad, Bolívia, estiveram na cidade de Sairé para aprender sobre as ações de resiliência do município localizado na região agreste de Pernambuco. Acompanhados do agente de Defesa Civil do município, Paulo Andresson, e do Secretário de Administração Municipal, José Wendes de Oliveira, os visitantes bolivianos conheceram as ações relacionadas ao programa Sairé +Saudável, como a política de coleta e reciclagem de resíduos sólidos, processados por uma Unidade de Triagem e Compostagem (UTC) que revende o material já separado para empresas de reciclagem e em forma de adubo orgânico. Os técnicos bolivianos também puderam conhecer o programa de construção de cisternas (em parceria com associações da sociedade civil e com o Governo Federal), de recuperação de encostas e áreas de risco de deslizamento, além dos planos de ajuda mútua que integram dezenas de municípios da região em ações de redução de risco. O trabalho em parceria também se estende para o nível estadual: a Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (CODECIPE) organizou uma oficina de capacitação e um simulado de evacuação de emergência com mais de dez municípios da região, e os alunos que participaram das atividades se mostraram preparados e conscientes! A cidade de Palmares, localizada à beira do Rio Una, é outro exemplo de compromisso com a resiliência, pois conta com uma equipe tática em tempo integral para responder a emergências, além de investir em ações de prevenção e mobilização comunitária. A redução do risco é assunto de todos, e os municípios do agreste pernabucano estão se preparando! No fim de outubro a delegação de Sairé irá visitar o município de Santíssima Trinidad - fique de olho nos próximos boletins para mais informações!

Capitão BM Pablo Felipe de Souza, da CODECIPE, Maria Eugenia Hurtado e Jorge Ferrufino Barboza

Secretário José Wendes de Oliveira durante visita à Unidade de Triagem e Compostagem (UTC) em Sairé (PE)

Equipe da Defesa Civil de Palmares (PE) mostra mapa de riscos do município

Alunos participam de simulado de desocupação escolar

1ª Conferência Virtual de Proteção e Defesa Civil enfatiza Marco de Ação de Hyogo

Foram publicadas as 40 propostas resultantes da 1ª Conferência Virtual de Proteção e Defesa Civil, realizada de 11 de agosto a 5 de setembro de 2014, em parceria com o portal e-Democracia do Laboratório Hacker da Câmara dos Deputados. Na etapa virtual foram elaboradas 131 propostas e priorizadas 10 propostas de princípios e 30 propostas de diretrizes que serão enviadas à sistematização para a etapa nacional da 2ª Conferência Nacional de Proteção e Defesa Civil (2ª CNPDC).

Os princípios mais votados na etapa virtual dizem respeito ao alinhamento da Política Nacional de Proteção e Defesa Civil às convenções das Nações Unidas relacionadas ao tema, como o Marco de Ação de Hyogo e as Convenções das Nações Unidas de Combate à Desertificação, Biodiversidade e Mudanças Climáticas. A diretriz mais votada também faz referência à Campanha Construindo Cidades Resilientes, e propõe a criação de um programa nacional para fortalecer a rede de cidades brasileiras participantes. Veja aqui o documento completo!

Mudanças Climáticas e desenvolvimento urbano: sua cidade está se preparando?

Secretário-Geral da ONU participa de ação pelo clima em Nova York

No último dia 23 de setembro, mais de uma centena de Chefes de Estado e de Governo compareceram à sede da Organização das Nações Unidas em Nova York para acordarem um compromisso de enfrentamento das mudanças climáticas. O encontro foi um ensaio para a Cúpula do Clima, principal encontro global sobre o tema, agendado para 2015.

Enquanto líderes do planeta se reuniam na ONU, milhares de pessoas se manifestaram em diversas cidades do mundo cobrando uma posição mais eficiente dos líderes mundiais no sentido de investir em alternativas de desenvolvimento que possam equacionar as causas e minimizar os efeitos das mudanças climáticas no mundo.

Qual o papel das cidades nesse debate? De acordo com o Plano Nacional sobre Mudança do Clima, as cidades consomem 75% da energia mundial e são responsáveis por uma porcentagem significativa das emissões dos gases de efeito estufa, que são os principais agentes das mudanças climáticas globais. As cidades também sofrem os impactos das mudanças climáticas ilustrados pelo aumento do nível do mar e agravamento das ressacas nas cidades litorâneas, mudança no regime de chuvas e estiagem entre outros, o que exige uma atualização constante dos mapas de risco e respectivas ações de enfrentamento. Assim, se por um lado as cidades estão sujeitas aos impactos das mudanças do clima, elas também têm o potencial de mitigar e se adaptar a elas: São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba, por exemplo, fazem parte da iniciativa C-40, grupo de líderes de megacidades de todo o mundo comprometidos com a redução da emissão de carbono para a atmosfera e medidas de mitigação e adaptação.

E a sua cidade, como está se preparando?

Novas adesões à Campanha Construindo Cidades Resilientes

http://www.unisdr.org/campaign/resilientcities/

O Brasil já conta com 271 Cidades comprometidas com os 10 passos essencias para uma Cidade resiliente!

Destacamos a adesão da primeira cidade representante do Estado da Bahia: Camaçari, seja bem vinda à Campanha!

Confira abaixo as últimas adesões:

. Clementina (SP)

. Queluz (SP)

. Pereiras (SP)

. Ribeirão Preto (SP)

. Brusque (SC)

. Presidente Epitácio (SP)

. Santa Clara D'Oeste (SP)

. Cubatão (SP)

. Itanhaém (SP)

. Peruíbe (SP)

. Ubatuba (SP)

Novos RelatóriosLocais de Implementação do Marco de Ação de Hyogo (MAH)

Marco de Ação de Hyogo

Veja abaixo a lista das últimas cidades participantes que publicaram seus relatórios de implementação do Marco de Ação de Hyogo:

. Porto Ferreira (SP)

. Mesquita (RJ)

. Hortolândia (SP)

. Recife (PE)

. Santos (SP)

Santo Antônio de Posse (SP)

. Lençóis Paulista (SP)

. Duque de Caxias (RJ)

 

 

 

Siga las noticias de la UNDRR en línea:

     

 

 

 

Estamos estrenando cuenta en Twitter @UNDRR Américas y el Caribe
Síguenos!



CONÉCTATE CON