Construindo Cidades Resilientes: minha cidade está se preparando! - Boletim # 15

Caros pontos focais, parceiros e colaboradores da Campanha,

Como todos sabem, o ano de 2015 tem uma agenda internacional bastante cheia para aqueles que se interessam por resiliência e desenvolvimento sustentável: os países que fazem parte da Organização das Nações Unidas (ONU) deverão negociar acordos internacionais para estabelecer metas e planos de ação para os próximos anos, em temas como clima, redução do risco de desastres e sustentabilidade.

E o que a Campanha tem a ver com isso? Tudo! A resiliência das cidades está diretamente relacionada à forma como os países enfrentam esses desafios globais, e a primeira etapa dessa agenda agitada começa esta semana em Sendai, Japão, com a III Conferência Mundial para a Redução do Risco de Desastres que começa sábado, 14 de março. O Brasil estará representado por uma delegação bastante variada, e a Campanha Construindo Cidades Resilientes deverá ser ainda mais fortalecida: o UNISDR-CERRD vai compartilhar os resultados e as novidades, fique atento aos nossos Boletins!

Ainda nesse sentido, os promotores da Campanha na América Latina estiveram reunidos no Barco da Paz para debater estratégias, resultados e desafios para o pós-2015 durante uma viagem pela região. Ricardo Mena, chefe do Escritório Regional da UNISDR e Sidnei Furtado, Promotor da Campanha no Brasil, estiveram por lá - veja mais na matéria abaixo.

No dia 25 de fevereiro, o UNISDR-CERRD organizou uma reunião de trabalho no Rio de Janeiro sobre Escolas Resilientes: foi uma oportunidade valiosa para conhecer políticas relacionadas ao tema e avaliar o potencial de coordenação e otimização das iniciativas no âmbito da Campanha. Abaixo compartilhamos alguns resultados e divulgamos a Iniciativa Global para Escolas Seguras da UNISDR.

É por essas e outras que 2015 promete ser um ano muito especial para a Campanha! Fique atento às notícias e oportunidades, envie informações sobre a sua cidade e como ela tem se preparado, participe - e boa leitura!

Sendai: Cidade Modelo e sede da III Conferência Mundial

A cidade japonesa de Sendai, que será sede da III Conferência Mundial para a Redução do Risco de Desastres, foi nomeada cidade modelo de resiliência no âmbito da Campanha Construindo Cidades Resilientes: minha cidade está se preparando! em 2012, tornando-se a 35o cidade a receber o título na Campanha e a segunda no Japão, depois de Hyogo. Sendai foi reconhecida por ter promovido ações de preparação para terremotos de forma bastante pró-ativa, bem antes da ocorrência do grande sismo que atingiu o país em 2011.

Nesse sentido, os prefeitos de Sendai e de Hyogo irão receber outros líderes e Campeões da Campanha no dia 17 de março, no âmbito da Conferência Mundial, com vistas a engajar lideranças locais na implementação do novo Marco de Ação, fortalecendo ainda mais a Campanha em âmbito global. O UNISDR-CERRD irá compartilhar os resultados e encaminhamentos acordados em Sendai com os membros da Campanha no Brasil, fique atento aos nossos Boletins!

Promotores da região discutem rumos da Campanha a bordo do Barco da Paz

Promotores da região e representantes da UNISDR e do Barco da Paz reunidos para debater rumos da Campanha

No último mês de fevereiro, durante quatro dias, sete Promotores da Campanha Construindo Cidades Resilientes estiveram reunidos no Barco da Paz, ONG japonesa parceira da Campanha, para debater resultados e os desafios pós-2015. O programa de trabalho, intitulado "O Caminho para Sendai 2015: Construindo Cidades Resilientes" e organizado pelo Barco da Paz e pelo Escritório Regional da UNISDR para as Américas, teve início na cidade chilena de Valparaíso e terminou no porto de Callao, no Peru.

As sessões de trabalho incluíram a troca de eperiências dos Promotores a respeito de lições aprendidas a partir dos desastres ocorridos no Japão e na América Latina nas últimas décadas, além de temas como resiliência comunitária, parcerias público-privadas, resiliência urbana e o papel dos Promotores em seus países.

Além dos Promotores do Brasil, Chile, Costa Rica, Colômbia, Nicarágua, Honduras e Uruguai, o chefe do Escritório Regional da UNISDR para as Américas, Ricardo Mena, também participou das atividades a bordo do navio japonês. 

Escola Resiliente é Escola Segura!

participantes da reunião no Palácio do Itamaraty, Rio de Janeiro

Crianças e jovens têm papel fundamental no esforço de resiliência das cidades e das comunidades, e a UNISDR tem procurado abrir oportunidades para a participação desses jovens atores nos encontros regionais e globais, além de estimular iniciativas de parceiros. Nesse contexto, a escola é o lugar mais apropriado para disseminar uma cultura de prevenção e redução do rsico, o que ensejou a criação, no âmbito da UNISDR, da Iniciativa Global para Escolas Seguras. A iniciativa procura associar três pilares principais: a resiliência relacionada às infraestruturas dos estabelecimentos de ensino (segurança da edificação e de sua localização), a resiliência da gestão escolar (toda a comunidade escolar preparada para desastres e eventos extremos) e a educação para a resiliência incorporada ao currículo escolar (materiais e atividades didáticas). O principal objetivo é tornar as escolas ambientes seguros e multiplicadores de uma cultura de resiliência e prevenção nas comunidades onde estão localizadas.

No Brasil, a Lei 12.608 destaca a necessidade de estabelecer medidas preventivas de segurança contra desastres em escolas situadas em áreas de risco e de incluir nos currículos do ensino fundamental e médios princípios da proteção e defesa civil e a educação ambiental de forma integrada aos conteúdos obrigatórios. Muitas das cidades participantes da Campanha já possuem políticas de resiliência no ambiente escolar (defesa civil nas escolas, agente comunitário escolar, simulados de desocupação etc), por isso a reunião teve como objetivo compartilhar práticas e debater sobre o potencial de coordenação e fortalecimento dessas iniciativas.

Jovens e crianças de hoje terão de lidar com as consequências das políticas de resiliência em implementação hoje, inclusive no que diz respeito à adaptação às mudanças climáticas, por isso são um grupo especiamente interessado em estratégias de redução do risco de desastres de médio e longo prazo. Chefes de Estado e de Governo reunidos em Sendai serão chamados a assumir esta responsabilidade em seus países, assumindo metas e comprometendo recursos.

E a sua cidade, como tem contribuído com a resiliência nas escolas? Conte sua experiência para a gente e participe desta rede!

Campanha Construindo Cidades Resilientes: novas adesões

http://www.unisdr.org/campaign/resilientcities/

Não deixe de preencher o perfil da sua cidade com o usuário e senha enviados junto com o certificado: só assim as informações sobre ela aparecerão no site internacional da Campanha. Qualquer dúvida entre em contato com a gente ou peça ajuda ao Promotor da Campanha!

 

. Torres, RS

. Areias, SP

. Jambeiro, SP

. Lorena, SP

. Cortês, PE

. Barra de Guabiraba, PE

. Taquarituba, SP

. Tanabi, SP

. Pirassununga, SP

. Potim, SP

. São José dos Campos, SP

. Jaboatão dos Guararapes, PE

. Presidente Prudente, SP

. Brumadinho, MG

. Ubirajara, SP

. Agudos, SP

. Paulistânia, SP

. Silveiras, SP

. São Sebastião, SP

. São José do Barreiro, SP

. Santo Antonio do Pinhal, SP

. Santa Branca, SP

. Lavrinhas, SP

. Redenção da Serra, SP

. Roseira, SP

. São Paulo, SP

. Lagoinha, SP

. Arapeí, SP

. Aparecida, SP

. Caraguatatuba, SP

. Canas, SP

. Matão, SP

. Cuiabá, MT

. Igaratá, SP

. Guaratinguetá, SP

. Bananal, SP

. Petrópolis, RJ

. Natividade da Serra, SP

. Macaparana, PE

. Jaqueira, PE

 

 

Siga las noticias de la UNISDR en línea:

     

 

 

 

VI Plataforma Regional para la Reducción del Riesgo de Desastres (RRD) en las Américas
Visita el Sitio Web!

 

Estamos estrenando cuenta en Twitter @UNISDR_AMERICAS
Síguenos!



 

CONÉCTATE CON